Lavradores de Feitoria celebra maioridade com edição especial


A duriense Lavradores de Feitoria – projecto do Douro que, actualmente, reúne 17 produtores, entre eles a própria empresa, proprietários de 20 quintas distribuídas pelos melhores terroirs do Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior – chegou à maioridade! Sendo este um marco importante na vida humana, é-o ainda mais para esta empresa com uma consciência humana elevada. Portanto, há que celebrar com júbilo e arrojo, o retrato deste ‘Lavradores de Feitoria 18.º Aniversário’, a edição comemorativa criada especialmente para esta ocasião.


Depois da primeira edição especial lançada por altura dos 10 Anos da Lavradores de Feitoria – um monocasta Tinto Cão de 2006 – chega a vez deste ‘Lavradores de Feitoria 18.º Aniversário’, o segundo desta colecção limitada, feito a partir da mesma variedade de uva. Esta foi vindimada em 2016 numa vinha com idade superior a 45 anos, precisamente, na mesma propriedade: a Quinta das Pias, no Cima Corgo. 


Sobre este ‘Lavradores de Feitoria 18.º Aniversário’, o Director de Enologia Paulo Ruão revela o seguinte: “Para mim, este é um vinho diferente, sui generis, especial, porque é fruto da natureza. Só em determinadas condições climatéricas é que estas uvas de Tinto Cão atingem esta maturação, capaz de produzir um vinho como este. Não é possível obter esta qualidade todos os anos. Refiro-me à elegância e à suavidade do vinho, com uma excelente estrutura e um paladar pouco comum na região do Douro e, muito menos, na casta Tinto Cão. É a prova de que de uma região caracterizada pela produção de vinhos bem maduros, encorpados, com taninos suaves, mas presentes, e cores fechadas, e de Portos Vintage, também se podem produzir vinhos muito elegantes, igualmente complexos e finos, de cor aberta, com uma excelente capacidade de desenvolvimento em garrafa. Este vinho é a prova disso!”.


Casta autóctone da mais antiga região demarcada do Mundo, esta Tinto Cão exprime a excelência do terroir do Douro no copo. “Desde há muito tempo que temos feito ensaios de vinificação destas uvas, com alguns resultados muito interessantes, o que nos fez chegar a este vinho”, revela Paulo Ruão. A fermentação é iniciada em lagar, com engaço, e o estágio é feito em barrica nova de carvalho francês, durante 18 meses. “Depois, só as barricas mais elegantes é que foram seleccionadas para a criação do lote”, explica.

PUB.
O ‘Lavradores de Feitoria 18.º Aniversário’ é um tinto de cor vermelho grená, com nuances avermelhadas. No nariz é muito elegante, com predominância de aromas de frutos vermelhos envolvidos por especiarias, além de tabaco e café, fruto do seu estágio em barrica. Na boca é intenso e muito saboroso, apresenta notas aromáticas de frutos vermelhos bem maduros. É elegante, os taninos são suaves e aveludados, e são suportados por uma acidez equilibrada que o torna longo e harmonioso. A edição é limitada a 700 garrafas, com um PVP recomendado de €55,00.


FICHA TÉCNICA
Lavradores de Feitoria 18.º Aniversário Tinto Cão tinto 2016 • DOC Douro
PVP: €55,00 • Garrafas: 700 magnum • Álc.: 14,5% • Acidez Total: 5,00 g//l • pH: 3,86

Comentários

Mensagens populares deste blogue

AEP promove “Vinho e Sabores de Portugal no Brasil”

Especialidades da Toca da Raposa na Capital

Eis os 10 restaurantes com a Melhor Carta e Serviço de Vinhos em Portugal