Acabou a silly season, acabaram-se as dietas e os sacrifícios


Esqueçam-se as dietas do Verão que já lá vai. Receba as rotinas do dia-a-dia com um prato reconfortante para qualquer estômago desolado com o regresso ao trabalho. E à portuguesa, com certeza! Não estivéssemos a falar de um dos pratos mais famosos do receituário nacional. E se já sonha com o belo do bitoque, então o do Balcão, do chef Henrique Sá Pessoa, é... para devorar e chorar por mais!


Natural de vários restaurantes e tascas portuguesas, o bitoque nasceu para ser um prato de conforto, uma referência irrecusável da gastronomia tradicional. Diz a sabedoria popular que um bitoque é de carne de vaca do pojadouro: um bife frito servido com molho e picles.

Aos olhos tem de parecer suculento, à boca tem de ser tenro. Servido obrigatoriamente com batatas fritas, regularmente também com arroz, é imprescindível que chegue à mesa com ovo estrelado por cima – o famoso bife com ovo a cavalo.

No Gourmet Experience, do El Corte Inglès, o bitoque do chef Henrique Sá Pessoa não é mais do que uma homenagem a um prato clássico que, na sua harmonia, apenas pode ser aprimorado na técnica e na qualidade dos seus ingredientes – ao olhar pode parecer bastante simples, mas esconde um processo diferente na hora de preparar o ovo. É que a gema é separada da clara, e depois cozinhada a baixa temperatura para que quando quebrada apresente uma textura cremosa, e não líquida. Por cima do bife, a primeira camada é a clara estrelada, a segunda uma cama de picles caseiros, e, por fim, a gema reluzente.


O bitoque quer-se guloso, com molho onde afogar o pão, e por isso o do chef é cheio de sabor: feito com alho, manteiga, vinho branco e mostarda. Além disso, sem a molécula do bitoque, o ADN gastronómico de Lisboa ficaria incompleto.

O Balcão é um dos espaços de assinatura mais concorridos do chef Henrique Sá Pessoa e um sucesso do sétimo piso do El Corte Inglès. Com um ambiente inspirado nas tabernas portuguesas, o Balcão revela-nos uma vertente diferente do chef, que aqui faz jus à cozinha portuguesa, mas com uma pitada de criatividade.

Quanto ao bitoque – garfos ao alto – é pedi-lo com um copo de vinho tinto, como manda o bem comer português!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

AEP promove “Vinho e Sabores de Portugal no Brasil”

Especialidades da Toca da Raposa na Capital

Eis os 10 restaurantes com a Melhor Carta e Serviço de Vinhos em Portugal