Club Richemont apresenta-se este sábado na Oficina da Esquina


Este sábado 22, o Clube International Richemont vem apresentar-se em Portugal, e escolheu a Oficina da Esquina, do grupo Quina, que conta com o mestre padeiro Mário Rolando, para o fazer. Das 15h45 às 18h, o Clube Richemont Espanha e a Escola Richemont da Suíça falarão dos seus projetos, e a conversa seguirá para o tema dos pães saudáveis. A apresentação encerra com uma degustação de alguns pães confecionados por Mário Rolando especialmente para este dia, juntamente com o presidente do Clube de Espanha, Carlos Mariel. 

Mário Rolando fez um ‘workshop’ de pão no Clube Richemont, que nasceu em 1948 pela mão de um mestre padeiro Suíço que se fixou em Inglaterra e quis manter a ligação com a sua escola inicial, na Suíça, fundada em 1945.O Clube Richemont não se restringe a padeiros, confeiteiros e pasteleiros, pretendendo ligar profissionais e empresas de vários países, com o objectivo de promover e fomentar a troca de conhecimentos, e a aprendizagem contínua.

É também nesse sentido que Mário Rolando, na Oficina da Esquina, se quer assumir cada vez mais com uma componente de promotor de cursos sobre pão. 


Sobre o Club Richemont:

O primeiro Richemont Club nasceu em 1948, depois de 30 especialistas ingleses terem concluído um curso de duas semanas na Richemont Craft School, na Suíça. Um dos mestres padeiros partiu para Inglaterra e quis manter relações com a escola Richemont na Suíça, fundada em 1945. Posteriormente, o clube expandiu-se em vários países como a Áustria, a Alemanha, Bélgica e França. Em Espanha, foi fundado há 26 anos, e neste momento, encontra-se em 13 países do mundo.

A promoção e a troca ativa de conhecimentos, bem como a educação continuada para especialistas em comércio de panificação e confeitaria está no cerne deste clube, que vem agora apresentar-se em Portugal.


Sobre a Oficina da Esquina:

Este é o quartel-general da Padaria da Esquina, onde o mestre padeiro Mário Rolando dá vida a fornadas e fornadas de pão genuinamente português. Aqui, está ao comando de uma equipa de jovens artesãos. Na base deste projecto está a missão de fazer pão rústico, recorrendo à tecnologia - daí a importância da massa-mãe e da fermentação longa. Os ingredientes usados são 100% orgânicos e naturais. Broa de milho, pão branco de cabeça, pão escuro, pão redondo, pão rústico, pão alentejano ou trigamilho são apenas algumas das variedades que poderão ser provadas neste novo espaço de Vítor Sobral.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tertúlia de Queijos da Fromagerie Portuguesa na Enoteca 17•56

A Adega de Palmela aposta em ativação de marca

Symington Family Estates atribui bolsas de estudos a alunos da UTAD