Sandeman Vintage 2016 - Robustez e profundidade excepcionais


Nascido de uma tradição e qualidade históricas, Sandeman Porto Vintage 2016 faz jus à classe superior dos vinhos da marca e ganha um lugar cimeiro na história do Vinho do Porto. Os melhores lotes da excecional colheita de 2016 estão na origem de um vinho único, que prestigia os mais de dois séculos de herança e experiência da marca Sandeman. “Os níveis de complexidade, cor e estrutura deste Vinho do Porto são absolutamente excecionais”, afirma Luís Sottomayor, o enólogo responsável por este Vintage, nascido de uvas da Quinta do Seixo e Quinta do Vau, bem no coração do Douro.

Luís Sottomayor e a sua equipa de enologia estavam já expectantes relativamente a esta colheita, a qual teve na sua origem um ano vitícola de clima bastante atípico, com resultados surpreendentes. “Aquando da declaração anunciámos o perfil clássico e excecional desta colheita, e este Vintage da Sandeman comprova-o através do seu caráter austero, robusto e profundo. Com taninos bem presentes, é perfeito para evoluir na garrafa durante muitos anos”, refere o enólogo.

Sandeman Porto Vintage 2016 é um exemplo do compromisso de uma marca secular na produção de vinhos de qualidade excecional, o que lhe confere o estatuto de marca de Vinho do Porto mais premiada do Mundo*. Com mais de 225 anos, Sandeman continua a renovar-se, conjugando como poucas o compromisso de uma tradição iniciada em 1790 com a qualidade e classe superior dos seus vinhos.

Selecionado pelas suas características e excelente qualidade, Sandeman Porto Vintage 2016 beneficiará de um longo estágio em garrafa por 30 ou 40 anos. Com uma produção de 10.000 garrafas, estará disponível no mercado já a partir de julho.

Notas de prova: Cor opaca quase preta. Aroma muito intenso e complexo, com notas de frutos pretos bem maduros como a ameixa, notas resinosas a caruma e sous bois, bem como notas de cacau e chocolate, fruto de uma excelente maturação. Na boca apresenta grande volume, com uma acidez vibrante que aporta frescura, taninos vivos bem presentes e de grande qualidade, com notas florais a esteva, frutos pretos e cacau e um final muito longo e elegante.

Castas: 40% Touriga Nacional, 40% Touriga Franca, 10% Tinta Roriz, 5% Tinto Cão e 5% Sousão.

O ano de 2016: No final de um inverno seco e ameno, as chuvas começaram e prolongaram-se pela primavera, acompanhadas de períodos de baixas temperaturas. Estes fatores afetaram a floração e contribuíram para o risco de ocorrência de doenças da vinha, especialmente o míldio. O verão foi ameno, com picos de forte calor e noites frias, o que contribuiu para um final de maturação longo e equilibrado, resultando em vinhos de elevada qualidade.

P.V.P. recomendado – indicativo e não vinculativo: 75€

*Premiado no âmbito de DWWA, IWSC e IWC.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Eis os 10 restaurantes com a Melhor Carta e Serviço de Vinhos em Portugal

O pódio da gastronomia mundial num jantar inédito

Holy Water - "think outside the box"