Caipirinha como nunca a viste antes


As mais belas imagens podem estar mesmo à frente dos seus olhos, ou melhor, dentro da bebida que segura na mão. Num projeto criado pela Cia Müller de Bebidas, o maior produtor de cachaça do mundo, em particular a Cachaça 51, distribuída em Portugal pela Viborel SA, resultou numa notável obra de arte, mostrando que a Caipirinha, a famosa bebida brasileira, vai muito além do sabor e do cheiro que a caracterizam.

Usando uma câmera digital e um microscópio de alta tecnologia, Paulo Eduardo Dulla, um fotógrafo criativo do estado de São Paulo, aceitou o desafio de capturar a alma da Caipirinha com Cachaça 51, e daqui nasceu um verdadeiro espetáculo de cores.

Para Darleize Barbosa, Export Manager da Cia Müller de Bebidas, que esteve recentemente em Portugal, "o nosso objetivo com este projeto foi criar a possibilidade de apreciar o famoso cocktail brasileiro de uma forma nova e diferente. Apenas a curiosidade foi suficiente para perceber as incríveis imagens que vemos quando chegamos muito perto de um copo de Cachaça 51 Caipirinha", disse.

O primeiro passo foi congelar a Caipirinha a uma temperatura próxima a 20 ° abaixo de zero e em seguida, cristalizá-la numa lamella de microscópio. Todo o processo foi feito por um biólogo. "Cada foto foi considerada única. Tirámos fotografias, ampliadas, os diversos tamanhos, e descobrimos em ambientes diferentes e temperaturas uma mistura das cores verdes, azuis e amarelas, que lembrou-nos de nossa bandeira e nossa natureza ", comentou Paulo Eduardo Dulla, que indicou ter demorado 25 dias para finalizar este trabalho inesquecível.

O projeto exigiu paciência, habilidade técnica e resultou numa rica experiência com imagens de formas, cores fortes e efeitos impressionantes. Os tons amarelo, azul e verde provam que o DNA do Caipirinha, uma bebida apreciada em todo o mundo, é efetivamente brasileiro.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um novo patamar de alta gastronomia

Symington sugere cinco presentes

Foz Torto lança novas colheitas