Valle das Servas é a nova marca de vinhos alentejanos da família Serrano Mira



Os últimos anos têm sido ávidos de novidades no que toca ao projecto de vinhos alentejanos Herdade das Servas. Vários foram os novos lançamentos que os irmãos Carlos e Luís Serrano Mira colocaram no mercado, nomeadamente com a marca Herdade das Servas e com uma forte aposta em tintos de monocasta. A principal preocupação é a consistência na qualidade e no perfil traçado para cada referência. Chega agora a vez de lançarem dois vinhos, ambos tintos, na distribuição moderna: o ‘Valle das Servas Selection tinto 2011’ e o ‘Valle das Servas tinto 2012’.

Valle das Servas foi uma marca que os irmãos Serrano Mira idealizaram para a exportação, mas que agora chega ao mercado nacional. “Nesta primeira fase os vinhos Valle das Servas estão apenas disponíveis nas lojas de cash & carry Makro, estando a ser negociadas outras situações, nomeadamente com a cadeia Auchan. São vinhos com um posicionamento médio alto e médio, respectivamente; são ambos de lote e apresentam características alentejanas, mas com uma frescura e acidez notáveis; o Selection tem estágio em barricas e o tinto não.

O ‘Valle das Servas Selection tinto 2011’ conjuga numa só garrafa cinco castas, predominando a Touriga Nacional (40%), que afinou durante um ano em barricas de carvalho francês (70%) e americano (30%). As restantes variedades do blend – Alicante Bouschet, Aragonez, Trincadeira e Syrah – aguardaram em inox. Depois de estabelecido o lote, o vinho foi engarrafado e estagiou mais seis meses na cave do produtor. Com uma cor rubi escura, aromas profundos com nuances de frutos pretos muito maduros e notas de cacau e especiarias, é um tinto complexo, elegante, num conjunto bem estruturado de final agradável e persistente. Prevê-se uma boa evolução em garrafa durante cinco a sete anos, desde que conservado na horizontal em local fresco e escuro.

O ‘Valle das Servas tinto 2012’ é um vinho de consumo mais fácil, destinando-se ao dia-a-dia de um consumidor entendido. Neste caso são seis as castas presentes – Aragonez (40%), Alicante Bouschet (20%) Cabernet Sauvignon (15%), Touriga Nacional (15%), Touriga Franca (5%) e Castelão (5%) – não tendo nenhuma delas passado por madeira. Apresenta uma cor rubi e aroma a frutos vermelhos maduros, integrados com especiarias. É um tinto envolvente e com boa estrutura, taninos redondos num consumo agradável e persistente.

Preços de Venda ao Público Recomendados:
Valle das Servas tinto 2012 = € 3,79 + IVA
Valle das Servas Selection tinto 2011 = € 6,29 + IVA

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Um novo patamar de alta gastronomia

Symington sugere cinco presentes

Lavradores de Feitoria sugere ‘Quinta da Costa das Aguaneiras tinto 2014’