Inspirado pela arte



O vinho apresentado foi inspirado pelo Dadaísmo, um movimento non sense iniciado no início do séc. XX por escritores e artistas. O design é sem dúvida intrigante, mas atraente, resultado do grafismo, acentuado pelas letras douradas. Um vinho da Nova Zelândia. Estranho, mas original !

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Amuse Bouche comunica o novo restaurante do Grupo SeaMe

Trufas regressam à mesa do Egoísta

Enoturismo em destaque na 4ª edição de “Vinhos no Pátio”