França bane rosé ‘artificial’


A França vai banir o vinho rosé produzido a partir do mix de vinhos brancos e tintos, mesmo que a União Europeia sancione esta prática, revelou recentemente o ministro da agricultura francês, Michel Barnier.

No próximo dia 27 de Abril, a Comissão Europeia irá ratificar uma alteração na legislação pela qual será permitido produzir vinho rosé a partir do mix de vinhos tintos e brancos, como parte de um pacote de reformas na produção de vinho.

“Estou absolutamente contra esta medida insensata de permitir a produção de vinhos artificiais”, referiu Barnier no passado Domingo numa entrevista à rádio RTL, admitindo que iria solicitar uma proibição europeia contra a mistura de vinhos.

“Em todo o caso, se outros países desejam produzir tais vinhos artificiais, manteremos a nossa sanção no que diz respeito à produção de vinhos rosé a partir de misturas pelo respeito ao nosso consumidor e esforços feitos pelos produtores franceses na qualidade e tradição dos seus vinhos”, disse Barnier.

O líder mundial na produção de vinhos rosé ainda produz os rosés a partir de uma breve maceração dos vinhos tintos, removendo-os antes de ganharem uma cor forte. Muitos dos produtores gauleses estão furiosos por causa da possibilidade da prática de misturas poder vir a ser autorizada.

Do lado da Comissão europeia, Mariann Fischer-Boel, comissário para a Agricultura, já indicou que não planeia efectuar quaisquer alterações e manter o acordo encontrado para a reforma do sector do vinho.

in "hipersuper"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Essência do Vinho assinala 15 anos

13 medalhas para vinhos portugueses exclusivos do Lidl

O lado místico da Tapada das Lebres de Arraiolos