Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2008

Vinhos da Wine Vision chegam ao mercado

Imagem
A Wine Vision iniciou a sua actividade em Portugal através do lançamento do NOPA Vinho Verde Escolha 2007 na Feira de Vinhos do Continente.
O projecto vitivinícola da Wine Vision é da responsabilidade de Paulo Amorim, que tem desempenhado diversos cargos de relevo no sector (no Vinho do Porto, na Quinta da Aveleda, na Anceve, no IVV, na CVRVV, no G7 e na ViniPortugal), do enólogo Luís Duarte e dos líderes da Logoplaste, Alexandre Relvas e Filipe de Botton.
Com o objectivo de lançar vinhos das três regiões com mais potencial na exportação - Alentejo, Vinhos Verdes e Douro - os néctares produzidos ficarão todos sob o “umbrella” Wine Vision.
Com o lema “3 regiões, 3 segmentos, uma única assinatura para as três diferentes marcas”, a Wine Vision acredita que “com um trabalho consistente na vinha, maior inovação na enologia e um design moderno e sofisticado, os vinhos podem levar ainda mais longe o nome de Portugal e ganhar maior prestígio e notoriedade no exigente mundo globalizado de hoje”.
E…

Teresa Cadaval eleita Mulher do Vinho 2008

Imagem
A produtora Teresa Cadaval, responsável pelos vinhos da Casa Cadaval, foi eleita “Mulher do Vinho 2008″ na terceira edição dos Prémios Internacionais EVA dedicados às mulheres da Gastronomia.
Segundo a Lusowine, o prémio, que Teresa Cadaval recebeu em Pamplona no passado dia 18, é o único prémio gastronómico feminino internacional e o júri entendeu premiar “a combinação e o equilíbrio da modernidade e do classicismo”, classificando a produtora como “um dos tesouros de Portugal”.
Cerca de 50% da produção da Casa do Cadaval é exportada para os Estados Unidos da América, Reino Unido, Benelux, Alemanha, Polónia, Canadá e Angola.
Na casa do Cadaval fazem-se vinhos com as castas Touriga Nacional, Trincadeira, Merlot cabernet, Pinot, os tintos, que constituem “90% da produção” e brancos com as castas Fernão Pires, Arinto e Riesling.
No que toca ao produto do ano vinícola, Teresa Cadaval afirma que vai ser “um ano de muito boa qualidade, de pouca quantidade, mas que pode dar grandes vinhos”, acre…

CVRVV um exemplo a seguir

Imagem
“Afirmo, sem qualquer favor, que a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes [CVRVV] é um exemplo a seguir noutras regiões”. Foi deste maneira que o ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Jaime Silva, aplaudiu a CVRVV no dia das comemorações do centenário da Região Demarcada dos Vinhos Verdes.
“Os Vinhos Verdes estão de parabéns porque, a par do Vinho do Porto, são hoje um marco da portugalidade. Um marco da nossa cultura”, referiu o ministro acrescentando que “a CVRVV tem tido um papel fundamental no sucesso dos Vinhos Verdes, que têm vindo a aumentar as suas exportações de forma sustentada”.
Jaime Silva, defendeu ainda “que a modernização do sector português dos vinhos passa pela fusão e cooperação entre adegas cooperativas, como está a suceder na região dos vinhos verdes. Esta Região está a conseguir taxas anuais de aumento das exportações de 12%, o que se deve quer à qualidade dos seus produtores individuais quer à união de esforços entre as cooper…

Vendas de vinho na India vão duplicar até 2010

Imagem
O mercado de vinho indiano irá crescer até 2010, duplicando o volume actual de vendas. O consumo actual de 5m de litros irá presivelmente chegar aos 9m em 2010. Esta informação foi veiculada pela Associated Chambers of Commerce and Industry of India (Assocham). As taxas reduzidas e a redução de entraves à distribuição e comercialização de vinho, em contrapartida com as dificuldades impostas às bebidas "brancas", ajudam a compreender o fenómeno.
Também as influências ocidentais no estilo de vida dos jovens consumidores contribuem decisivamente para um maior consumo de vinho.
A França com 50 % e a Itália com 30 %, encontram-se na pole position dos países exportadores de vinho para a Índia

Nova imagem para vinhos da Unicer

Imagem
A Unicer levou a cabo um profundo restyling da imagem dos vinhos Quinta do Minho e Quinta da Pedra. Com a nova imagem, os dois vinhos provenientes de duas quintas da Unicer assumem, de acordo com a empresa liderada por António Pires de Lima, “uma imagem mais contemporânea, realçando o seu carácter premium e enaltecendo a tradição associada à Região dos vinhos verdes”.
O rebranding das marcas de Vinho Verde Quinta do Minho e Quinta da Pedra ficou a cargo da agência Omdesign, incluindo a mudança de imagem uma intervenção criativa ao nível da identidade corporativa, rótulos, packaging e respectivas assinaturas. “O lado verde do Minho” é agora a assinatura da Quinta do Minho e “O Alvarinho que perdura no tempo” a assinatura do Quinta da Pedra. Destaque ainda para a alteração das garrafas para o tipo “bordalesa”, conferindo aos dois vinhos um carácter mais moderno.
De referir que a Unicer conta actualmente com dez marcas de vinhos no seu portfólio - Campo da Vinha, Monte Sacro, Planura, Port…

Sogrape renova Grão Vasco

Imagem
A Sogrape mudou a imagem do Grão Vasco, uma acção que tem pano de fundo o rejuvenescimento e o reforço do posicionamento da marca. Para isso, o Grão Vasco vai arrancar com uma campanha de publicidade que pretende demonstrar uma comunicação «atractiva, actual e elegante», explica a Sogrape em comunicado.
Desenvolvida pela Grey, a nova campanha vai incidir na mudança de imagem e estará no ar até ao final do ano em vários meios, especialmente em imprensa. A DOC Portugal foi a responsável pelo novo packaging do Grão Vasco. "in briefing"

Amazon comercializará vinhos dos EUA

Imagem
A Amazon planeia vender vinhos produzidos nos EUA no seu website (www.amazon.com) a partir de Outubro, afirmaram recentemente profissionais da indústria de vinhos.
A Napa Valley Vintners, organização sem fins lucrativos que representa 315 produtores de vinhos da região da Califórnia, já começou a oferecer workshops para os negociantes interessados em vender os seus néctares no site, segundo Terry Hall, director de comunicação do grupo.
De acordo com Hall, a Amazon vai comercializar vinhos de diferentes regiões do país em 26 estados norte-americanos. "in hipersuper"

MCE integra Progresa

Imagem
O grupo Média Capital SGPS, SA acaba de informar o mercado que alienou à Promotora General de Revistas SA (Progresa), a totalidade das participações que representam o capital social da MCE - Média Capital Edições, Lda, e da Edições Expansão Económica, Lda, pelo valor global de 8.750.000,00 euros.
A MCE e a Edições Expansão Económica são sociedades que actuam no sector da imprensa através da publicação das revistas Lux, Lux Woman, Maxmen, Revista de Vinhos e Casas de Portugal e do jornal Briefing.
Quanto à Progresa é uma empresa especializada na produção editorial não diária, criada em 1987. Uma sociedade integralmente detida pela Promotora de Informaciones S.A., do Grupo Prisa.
Actualmente, a Progresa é umas principais empresas no sector de revistas em Espanha e líder no segmento de Corporate Publishing. "in briefing"

Prime Drinks renova direcção

Imagem
A empresa de distribuição de vinhos e bebidas espirituosas tem uma nova direcção geral. O cargo foi atribuído a Cláudia Portugal, que assumirá as novas funções a partir de 27 de Outubro, profissional que tem estado ligada quer ao sector do marketing quer às e vendas na área da distribuição de produtos alimentares. Passou por empresas como a Fima/Victor Guedes, TV Cabo e Fromageries Bel Portugal.
A partir de agora, o Comité de Gestão da PrimeDrinks é constituído por Cláudia Portugal, directora-geral, Bruno Amaral, director comercial, Gonçalo Silva, director financeiro, Nuno Luís. director de brand building, e Catarina Santos e Ricardo Caseiro, respectivamente na direcção de marketing de vinhos e de bebidas espirituosas.
"in briefing"

Más perspectivas para a produção de vinho francês em 2008

Imagem
A colheita de uvas de 2008 apresenta-se pior do que no ano passado na França, o primeiro produtor mundial de vinho, devido em particular às más condições meteorológicas que afectaram os vinhedos e favoreceram as pragas, informou o Viniflhor.
A produção pode chegar a 43,6 milhões de hectólitros, ou seja, quase 5% a menos que os 46,54 milhões de 2007, um ano já considerado medíocre, segundo o Departamento de Frutas, Legumes, Vinhos e Horticultura (Viniflhor).
A colheita média habitual na França situa-se entre 53 e 58 milhões de hectólitros por ano.
A região mais afectada este ano será de Languedoc-Roussillon (sudeste), primeira produtora de vinhos de mesa.

Cientistas usam acelerador de partículas para datar vinho

Imagem
Cientistas franceses desenvolveram uma maneira de usar aceleradores de partículas para autenticar vinhos raros, anunciou uma das principais organizações francesas de pesquisa esta semana.
O novo método testa a idade do vidro nas garrafas de vinho pela análise das emissões de raios-X surgidas quando as garrafas são colocadas sob feixes de íons produzidos por um acelerador de partículas, informou em comunicado o Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) da França.
“Isto permite que a idade das garrafas e sua origem seja verificada, e que uma colheita seja autenticada, mais ou menos da mesma maneira que pela assinatura de um mestre numa obra-prima, e tudo isso sem abrir a garrafa e sem afectar seu conteúdo”, afirma o comunicado.
Ao comparar os resultados a um banco de dados que contém informações detalhadas sobre 80 garrafas da região de Bordeaux, do século XIX aos dias de hoje, os testes podem ajudar a determinar a colheita de muitos vinhos.
“A autenticação é possível devido à complexi…