O futuro dos vinhos de Bordéus passa pelo enoturismo


Sylvie Cazes, a 1ª presidente do sexo feminino da história do UGCB (Union des Grands Crus Classes de Bordeaux), diz que a cidade de Bordéus deve tornar-se num centro cultural do vinho.

A nova presidente deste organismo defende que para uma melhoria do resultado das actividades promocionais do vinho da região, é necessário aproximar o consumidor e levar até ele os eventos vínicos de excelência.


Defende igualmente a melhoria do enoturismo como forma de atrair os consumidores e diz que as "Wine Schools" devem aumentar como forma de fomentar o conhecimento sobre o vinho.

Na sua opinião os produtores devem passar a imagem de como a actividade vínica em Bordéus é um modo de vida de quem lá vive, e defende que os produtores devem estar preparados para abrir as portas aos fins de semana (já que muitos por comodismo não o fazem). Para Sylvie, se os consumidores não se enquadram no horário actual dos "Chateau", devem ser os produtores a adaptarem-se aos horários dos consumidores.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Abelharuco - o vinho alegre e encantador

Os 8 melhores cocktails para beber à esplanada este verão

Chef José Avillez no 19º World Gourmet Festival