LOCO está a crescer e vai ficar ainda mais criativo


LOCO


LOCO


LOCO


A criação sempre teve primazia no LOCO. A cozinha, maior do que a sala onde são servidas as refeições e totalmente à vista de quem chega para jantar, é palco para chef, equipa e cozinheiros convidados, que ali desenvolvem novos pratos e procuram elevar a experiência gastronómica para um nível memorável. Para que consigam fazer mais e melhor, Alexandre Silva está a expandir o restaurante para o edifício ao lado e terá, em breve, uma zona exclusiva para a criação, e uma sala para receber grupos e privilegiadas “cobaias”, que serão os primeiros a provar as novas criações: algumas, irão para o menu, outras, talvez não. É o LOCO a ganhar terreno na Estrela — e na gastronomia nacional!

I+D = inovação e desenvolvimento. E I+D é o nome escolhido para a nova “divisão" onde a equipa do LOCO poderá em breve dar largas à imaginação para experimentar, testar, arriscar, sem limitações. "A ideia surgiu com a necessidade de querermos fazer mais. Ter alguém dedicado a 100% à criatividade é fundamental para um restaurante como o LOCO. Precisávamos de um espaço que nos permitisse pensar, sem restrições”, explica Alexandre Silva. 

À frente do projecto estará Manuel Liebaut, o chef responsável por pensar inteiramente o LOCO na porta ao lado, e por passar esse conhecimento à restante equipa. A finalidade da iniciativa é ser "uma referência” mas também "partilhar tudo o que lá fizermos”. Neste tubo de ensaio em forma do cozinha tudo é possível: fermentações, explorar o potencial de sabor dos alimentos, maturação, desenvolvimento de novas técnicas… E este universo é totalmente independente do restaurante, com espaço e tempo para a investigação. Tudo para encontrar novos sabores e combinações, e criar produtos inovadores.

Os planos do chef são claros: "Vamos começar com experimentação, consolidar o que já fazíamos, como as bebidas fermentadas e outras, por exemplo. Mas queremos também desenvolver técnicas que nos permitam ir mais além no LOCO. Vamos estar munidos de muita tecnologia e de pessoas com know-how para o desenvolvimento do que pretendemos”. 

As novas assoalhadas contam ainda com outra novidade para os clientes: uma sala exclusiva, para grupos, com uma mesa com capacidade para 12 pessoas, com uma decoração sofisticada e privacidade garantida, em harmonia com o espaço mais antigo do LOCO, do outro lado da parede — sem qualquer ligação interior. Sobre este novo espaço o chef revela apenas que "a ideia é as pessoas provarem um menu diferente, mais experimental”. Para se saber mais, há que conhecer o espaço e comprovar o que a equipa do restaurante está a preparar.

As previsões apontam para que tudo esteja pronto para mostrar ao público em Maio. Até lá, é tempo de ultimar todos os pormenores que, no LOCO, jamais são jogados ao acaso. 

Depois de conquistar a primeira Estrela Michelin, com menos de um ano de funcionamento, este é mais um passo do restaurante mais irreverente de Lisboa e que tanto tem dado que falar no panorama gastronómico nacional. O LOCO está aberto de terça a sábado ao jantar, apenas sob reserva, o que pode ser feito de modo simples e prático em www.loco.pt ou pelo telefone 213 951 861. Com a devida antecedência, aconselhamos!

Comentários