Chef Rui Canhoto assume comando do UQ Restaurante


Chef


O restaurante UQ, integrado no Skyna Hotel Lisboa, é a partir de agora, liderado pelo Chef Rui Canhoto. Com mais de 15 anos de experiência a nível nacional e internacional, o chef abraça o desafio de fazer chegar à mesa a tradição portuguesa que os turistas tanto apreciam e fazer brilhar os produtos frescos pela simplicidade da sua cozinha: “gosto de deixar brilhar os produtos, sem grandes pretensões nem grandes técnicas, privilegiando o sabor natural dos ingredientes”, afirma Rui Canhoto.
 
Formado pela Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, passou por vários restaurantes da Península de Setúbal, onde teve oportunidade de aprender a trabalhar, essencialmente, a gastronomia portuguesa e alguns apontamentos de cozinhas internacionais. Realizou estágio na antiga Torre de Tróia e no restaurante ‘A Venezuela’ (Setúbal), que acabou por representar este país na Expo 98.  Seguiu para a Estalagem do Sado onde teve oportunidade de trabalhar com os chefes Agostinho Fernandes e Luís Figueiredo. Antes de sair do país, ainda passou pelo restaurante ‘O Forno’ (Pinhal Novo). Em 2013 viaja até Newark, para trabalhar no ‘Fernandes Steakhouse’. E foi aqui que a sua carreira mudou radicalmente. “Trabalhava 14 a 16 horas por dia e tinha 20 bocas de fogão à minha responsabilidade. Servíamos uma média de 400 refeições, por dia”, recorda o Chef. “A experiência foi boa, mas estava na hora de regressar ao meu país e para junto da minha família. Foi aí que aceitei o desafio do UQ”, refere Rui Canhoto.
 
Ao comando do restaurante UQ desde final do ano passado, o Chef tem agora a missão de trazer à mesa a portugalidade e a tradição tão apreciada pelos turistas que visitam Lisboa. Produtos de qualidade, frescos, simples e que falam por si, são a grande mais valia do tipo de cozinha que o chef pretende desenvolver no restaurante. “Portugal é muito conhecido lá fora pela nossa gastronomia e é isso que procuram quando visitam o nosso país. É nisso que nos focamos: no bacalhau, no nosso peixe, na nossa carne, nos nossos produtos hortícolas e até mesmo na nossa pastelaria tradicional que é tão rica e reconhecida. Trabalhar os produtos de forma simples é o caminho para o sucesso!”, reforça o chef Rui Canhoto.
 
Com raízes alentejanas e com grande inspiração no Avô Miguel da Fonseca, Rui Canhoto é um profundo conhecedor do que é uma cozinha. Ao longo da sua carreira profissional, que começou cedo como ajudante de cozinha, passou pelas várias áreas de uma cozinha, adquirindo conhecimento e compreensão de quais as tarefas e quais as necessidades de cada profissional e posto. “Se eu entender quais as necessidades do chef de sala, da cafetaria, da pastelaria, etc, todo o meu trabalho será executado no sentido de os ajudar. Chamo a isto trabalho de equipa, que é essencial numa cozinha”, reforça o Chef. “Um chef tem de saber fazer tudo, tem de saber como funcionam as máquinas e os utensílios. Se a minha equipa tem uma dúvida ou uma necessidade, sou eu que tenho de os ajudar a ultrapassar essa dificuldade e assegurar o normal funcionamento da minha cozinha”.

Comentários