Azeite Casa Anadia com armazém único no Japão


O azeite Casa Anadia está armazenado no Japão num espaço muito raro e antigo, construído há mais de 100 anos.

Okura – assim se denomina este tipo de estrutura – foi utilizado no passado para guardar produtos alimentares como o arroz e tem uma janela muito reduzida, assim como uma porta muito estreita.

Antes da II Guerra Mundial, existiam inúmeros Okuras mas actualmente, segundo o parceiro japonês da Casa Anadia, é muito difícil encontrar um porque, se em tempos, o arroz foi usado como moeda e foram construídos Okuras por todo o Japão, com a chegada da moeda a maioria desapareceu por falta de utilização.

Para manter a temperatura, ausência de luz e a humidade constantes, possui três portas antes da principal e as paredes são construídas com Shikkui, um género de estuque.

Okura é assim o lugar ideal para guardar azeite porque o ambiente nem é muito frio, nem muito quente, e é escuro. Num armazém normal, a temperatura oscila entre os 35 e os 5 graus, enquanto num Okura a diferença é entre 20 e 10 graus.

Fazendo jus a toda a sua história centenária, a Casa Anadia consegue manter também tradição além-fronteiras, agora adaptada e enraizada na história e cultura Japonesa.

Esta curiosidade surge a propósito da festa do Japão em Lisboa, dia 20 de Junho, país onde a Casa Anadia marca presença e é acarinhada.

O mercado Nipónico apresenta um potencial de elevado de desenvolvimento no segmento de azeites premium, de grande prestígio e influência em toda a Asia, o que faz todo o sentido para a marca.

Comentários

Mensagens populares