19 regiões vinícolas internacionais juntam-se para proteger Denominações de Origem


Todos concordam que cada região é única, produzindo vinhos que não são possíveis de obter noutro local, que o terroir de cada região torna cada vinho único. A Declaration of Place tem também como objetivo informar os consumidores da proveniência dos vinhos para que possam ter confiança no que leem no rótulo, considerando que é do interesse do consumidor, do comerciante, das regiões e da indústria como um todo.

Até à data foram desenvolvidas múltiplas ações de sensibilização para a importância da origem geográfica dos produtos e realizados inquéritos de opinião sobre a importância do local na decisão de escolha do consumidor (Study of American Wine Consumers). Foi ainda feito o levantamento de todos os rótulos aprovados nos Estados Unidos contendo as designações Port, Champagne e Sherry (COLA – Certified of Label Approval – Research and Analysis).

Para o presidente do IVDP, “a existência desta declaração conjunta vem dar força à importância das Denominações de Origem ao nível mundial e contribui para que outros países, como os Estados Unidos ou a Austrália, desenvolvam as suas próprias indicações geográficas dos vinhosÉ ainda fundamental para a contínua afirmação da exclusividade das regiões, nomeadamente da Região Demarcada do Douro”, conclui Manuel de Novaes Cabral.

A Declaration of Place foi assinada em Napa Valley a 26 de julho de 2005. São ainda signatários as seguintes regiões: Champagne, Chianti Classico, Jerez-Xérès-Sherry, Long Island, Napa Valley, Oregon, Paso Robles, Porto, Rioja, Sonoma County, Victoria, Tokaj, Walla Walla Valley, Washington State, Willamette Valley and Western Australia. Mais informação em www.protectplace.com

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...