Quanto mais difícil de pronunciar o nome de um vinho melhor ele sabe



Estudo revela que quanto mais difícil de pronunciar o nome do vinho, melhor ele sabe ! De acordo com a investigação levada a cabo por Antonia Mantonakis, professora de marketing na Brock UniversitySt. Catharines (Canadá), quando o mesmo vinho é apresentado no mesmo copo, no mesmo ambiente, mas sob 2 nomes diferentes, os consumidores tendem a avaliar de forma mais positiva, o que tem o nome mais difícil de pronunciar.


Neste estudo, Antonia Mantonakis utilizou 1 vinho que foi apresentado a um grupo de teste, com dois nomes gregos, Titakis e Tselepou. Este grupo provou os vinhos em questão (que era rigorosamente o mesmo) e no final apontaram o Tselepou (mais difícil de pronunciar, ainda por cima no Canadá), como o que foi mais agradável ao paladar.


Esta investigadora forneceu também um questionário para avaliar o nível de  conhecimento dos participantes na prova, acerca dos vinhos e chegou à conclusão que os que tinham maior conhecimento e envolvimento com o mundo do vinho, foram precisamente os que denotaram gostar mais do nome mais complicado de pronunciar.


De acordo com Antonia Mantonakis "um nome mais complicado pode estimular o pensamento e esse pensamento pode levar a que consumidor percepcione o gosto do vinho de forma diferente".


Esta investigadora chegou à conclusão que de facto os consumidores de vinho parecem gostar do risco e da aventura de provar novos e diferentes vinhos, que prometam fazer pensar e que escondam algum mistério.


Neste link poderá ver o vídeo sobre a apresentação deste estudo pela própria Antonia Mantonakis
http://www.tvcogeco.com/niagara/gallery/the-source/5006-february-source-stories/52572-consumer-tastes





Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...