Aliança solidária na luta contra a Psoríase


A 24 de Outubro, a PSOPortugal – Associação Portuguesa da Psoríase em conjunto com o Chefe Hélio Loureiro e as apresentadoras de televisão Dália Madruga e Iva Domingues realiza o almoço “À Mesa com a Psoríase”, de forma a assinalar antecipadamente o Dia Mundial da Psoríase, que se comemora a dia 29 de Outubro. O evento vai contar com o apoio da Aliança - Vinhos de Portugal.

Para além de celebrar este dia, o almoço tem por objectivo angariar fundos para a criação de uma Linha Telefónica de Apoio aos doentes de Psoríase, que servirá para prestar esclarecimentos, encaminhar, aconselhar e apoiar os doentes de Psoríase. O almoço, que terá lugar na Quinta do Senhor da Serra, em Belas, a partir das 11H30, contará ainda com o apoio de algumas figuras públicas que aceitaram contribuir para esta iniciativa.

“O impacto da doença na qualidade de vida dos doentes mede-se não só pelo envolvimento físico, mas também pela repercussão que tem a nível familiar, social, profissional, emocional e psicológico”, afirma João Cunha, presidente da PSOPortugal. “A nível da repercussão emocional e psicológica muitos doentes recusam-se a ser vistos em público quando os surtos de Psoríase afectam partes visíveis do corpo, como mãos ou rosto, provocando uma sensação de rejeição, de culpa, de vergonha, levando-os a situações limite, como o suicídio. É premente mudar esta situação.”

Esta acção insere-se na Campanha “5 anos a lutar pela Psoríase” que a PSOPortugal tem vindo a desenvolver em 2009 e que já contou com a realização de uma Mesa Redonda na Assembleia da República, com a criação da “Petição pelo Reconhecimento da Psoríase como Doença Crónica” e com as acções de rua “PSOPortugal desce ao Terreiro do Paço” e “PSOPortugal na Invicta” às quais a população portuguesa foi muito receptiva. Ao longo destes anos foram desenvolvidas outras iniciativas de índole social e cultural para esclarecer e sensibilizar a opinião pública para as características da doença.

A Psoríase é uma doença crónica, incurável e não contagiosa que afecta 250.000 pessoas em Portugal e 190 milhões em todo o Mundo.

Comentários