ViniPortugal quer reforçar presença no triângulo Hong Kong/Macau/China


As exportações de vinhos portugueses para o triângulo Hong Kong/Macau/China estão a crescer, mas a ViniPortugal quer reforçar a presença dos produtos nacionais na região, disse à Agência Lusa Márcio Ferreira.

“Estamos a registar crescimentos significativos e importantes para o sector vitivinícola português, mas é necessário continuar a trabalhar estes mercados com presenças assíduas dos produtores no contacto directo com os operadores do sector da hotelaria e com os importadores locais”, explicou Márcio Ferreira, que lidera uma delegação da ViniPortugal numa deslocação a Hong Kong.

Márcio Ferreira referiu que, apesar de ser ainda um mercado pequeno, com 120.000 litros de vinho vendido em 2008, as exportações portuguesas para Hong Kong aumentaram 26% em volume naquele ano e 44% em valor para um total de 1,3 milhões de dólares.

“Estamos a trabalhar e vamos obtendo alguns resultados e nesta terceira visita a Hong Kong verificamos que há um interesse crescente pelos vinhos portugueses”, disse.

Depois de um seminário com os operadores da cidade, uma prova de vinhos num restaurante chinês onde a gastronomia da região “casou” com o vinho português, Márcio Ferreira acredita que já há negócios fechados nesta visita, mas diz que os produtores “não costumam revelar a sua concretização”.

“Estes seminários e estas provas de vinhos servem para abrir canais de comunicação e relações com profissionais, com o objectivo final de exportar vinhos para estes locais”, afirmou.

“Em 2008 e só para o continente chinês, as marcas portuguesas venderam mais de um milhão de litros. Portugal já integra a lista dos dez primeiros países de origem do vinho aqui consumido e vamos continuar a trabalhar o mercado para aumentar as exportações”, disse.

Comentários

Mensagens populares