Crise: uma oportunidade para a nossa garrafeira


Vem este post a propósito de um artigo que li no blog Vinography sobre os tempos de crise, e como esta situação pode influenciar os nossos hábitos de consumo em relação ao vinho. Como os tempos não estão fáceis, torna-se necessário "apertar o cinto" também no que toca à compra e consumo de vinhos. Acabamos por comprar vinhos com preços inferiores ao que era hábito, deixando de lado algumas extravagâncias que se costumam ter quando se fala em adquirir vinhos.

Ora se existe muita gente que costumava (e costuma) comprar vinhos a preços exorbitantes sem que a razão principal fosse o de consumir esses mesmos vinhos, mas sim por uma questão de coleccionismo, talvez tenha chegado a hora de se olhar para a garrafeira, umas mais ricas que outras, e verificar se não existem preciosidades que merecem ser olhadas de outra forma. É a oportunidade para se abrirem garrafas que estavam "esquecidas" ou que se pretendia guardar para futuras ocasiões.

Para quem tem garrafeiras com um número extenso de vinhos, tem a vantagem de à medida que vai bebendo estes vinhos "esquecidos", ter tempo para que a crise acabe por passar. Para quem tem garrafeiras modestas (como eu), tem que optimizar ao máximo o seu stock, e procurar meticulosamente oportunidades de boas compras.

Afinal, a crise também pode ter aspectos positivos !

Comentários