Exportações de vinhos portugueses em alta


As vendas de vinhos de mesa portugueses cresceram em todos os mercados no ano passado, indicam os números da Viniportugal.

"O ano de 2008 correu bem para os vinhos de mesa portugueses. Agora, em 2009, temos de trabalhar o dobro", referiu ao Expresso Vasco d´Avillez, presidente da associação interprofissional que agrupa federações, associações e organizações profissionais ligadas à produção e comércio de vinho.

De acordo com os dados já disponíveis, o mercado inglês foi o que registou um crescimento mais moderado, limitado a 1%, mas nos Estados Unidos, por exemplo, os vinhos de mesa das diferentes regiões demarcadas nacionais cresceram 20% em quantidade e 30% em valor.

O desempenho deste segmento contrasta com o registado no vinho do Porto, que teve o pior resultado da década, com as exportações a cairem mais de 7%.

No seu conjunto, as exportações de vinhos portugueses em 2008 rondam os 700 milhões de euros, refere Vasco d´Avillez que apesar da conjuntura de crise mantém a perspectiva de chegar a 2012 com vendas de mil milhões de euros no exterior.

Para isso, no entanto, "é preciso continuar a trabalhar e a investir para abrir mercados", defende o presidente da Viniportugal, salientando que "se os produtores portugueses derem espaço, o Chile e a Argentina irão ocupa-lo de imediato".

Assim, de acordo com esta estratégia de continuar a promover os vinhos portugueses no mercado internacional, a Embaixada de Portugal em Londres apresentou hoje os 50 melhores vinhos nacionais, seleccionados pelo jornalista inglês Jamie Goode, eleito pela Association of Portuguese Wine Importers como o jornalista do ano de 2008 para os vinhos portugueses.

in "expresso"

Comentários