quinta-feira, 23 de julho de 2015

“Portugal Sou Eu” promove a produção nacional na cidade Invicta




Durante os meses de Verão, o "Portugal Sou Eu" estará na cidade do Porto para divulgar a produção nacional e sensibilizar para a importância do tema no crescimento da economia portuguesa.
Envolvido em duas iniciativas distintas, o “Portugal Sou Eu” vai estar, entre 23 e 26 de julho, na Alfândega do Porto, no Vinho Verde Wine Fest, e durante os meses de Verão na praia do Parque da Cidade, no espaço CEM – Casas em Movimento, uma estrutura inovadora e ambientalmente sustentável com o selo “Portugal Sou Eu”.
Junto ao Rio Douro, na Alfândega do Porto, o “Portugal Sou Eu” e os produtos de 23 empresas aderentes ao programa vão marcar presença no festival enogastronómico dedicado ao Vinho Verde. O "Vinho Verde Wine Fest", um evento organizado pela CVRVV - Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, prevê receber cerca de 25 mil visitantes e contará com atividades de showcooking, provas comentadas, degustação e animação musical.
Durante quatro dias, o “Portugal Sou Eu” irá partilhar com a Docapesca (aderente ao programa) o espaço principal de showcooking do festival, batizado com o nome “Portugal Sou Eu”, que servirá de palco a 12 showcookings que irão combinar os produtos com o selo “Portugal Sou Eu” com os melhores vinhos verdes produzidos em Portugal.
Durante os meses de Verão, o “Portugal Sou Eu” vai “meter os pés na areia” e estará junto ao mar, na Praia do Parque da Cidade, no espaço CEM, uma estrutura/casa inovadora e ambientalmente sustentável com o selo “Portugal Sou Eu”.
Apoiado pela Câmara Municipal do Porto, o espaço CEM irá acolher várias atividades, como momentos culturais, gastronómicos e pequenos concertos.

Para o “Portugal Sou Eu”, “a presença do programa nestas ações de Verão permitirá continuar a divulgar os produtos com o selo junto de um diferenciado e vasto público, numa altura em que uma parte da população já se encontra de férias e, por isso, mais recetiva à importância do tema da produção nacional e do crescimento da economia portuguesa.
Produtos com o selo “Portugal Sou Eu”- Ações Showcooking no VVWF/Alfândega:
Empresa
Produto
Barcelcom Têxteis
Meias de Compressão
BDR - Bandeiras e Mastros
Bandeiras
Bee Iellow
Mel
Bôfumeiro
Enchidos
CAOM
Azeite
CARACOLTEJO-Produção Comercialização Caracóis
Caracóis, Mitras e Caracoletas (Vivas)
Casas em Movimento
Casas
Docapesca
Pescado
Ernesto Morgado
Arroz
FG - Fumeiros da Guarda, Lda.
Enchidos
Groselha-espim - Arménia Moutinho Rua
Compotas e Chutney
Interaves
Ovos codorniz, Codorniz e Frango
Jorge Ferreira (Meia Dúzia)
Compotas em Bisnaga
Lacticínios de Azeméis
Queijo e Manteiga
Mendes Gonçalves, S. A.
Temperos e Molhos
MinhoFumeiro - Enchidos e Fumados à Moda de Ponte de Lima, Lda.
Enchidos
Pão Ló Ti' Piedade
Pão-de-Ló
Pedro Lobo (Quinta da Remolha)
Frutos Vermelhos + Compotas
PrecisionElite
Rolhas Cortiça
Propeixe
Conservas de Peixe
Rui Francisco Neves Dias
Sal Tavira DOP
Santos Almeida Antunes Unip
Pudim
Semente Vertical (Lifeinabag)
Ervas Aromáticas Frescas

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Empresa portuguesa cria novo snack em linha com a moda do GIN



Nas suas diversas e exóticas viagens, o casal Nuno e Gabriela Guterre identificaram a inexistência, à escala global, de um snack/aperitivo que potenciasse o prazer dos GIN lovers.Apreciadores de um perfect serve gin e conhecedores dos sabores que com ele melhor se conjugam, criaram os HOT NUTS Original – snacks crocantes de amendoim e arroz torrados no forno e aromatizados com uma conjugação de sabores únicos de diversas latitudes. O sucesso em Portugal é uma realidade. As solicitações dos mais variados mercados, dos Estados Unidos da América aos Emiratos Árabes Unidos, com passagem pela Bélgica, estão a crescer de dia para dia. Vítor Baía dá a cara pelo produto.

«Os HOT NUTS Original representam uma experiência de novos sabores que se distinguem dos de qualquer outro snack», revela o empresário Nuno Guterre, para explicar o êxito do produto, nas áreas gourmet, na restauração, na hotelaria, nos espaços nocturnos, em eventos empresariais e até mesmo em casa, já que estão à venda também no El Cort Inglês.

A par do sabor único, a marca aposta também em embalagens específicas para cada um destes segmentos. Um pacote individual, de 80gr, com membrana de conservação e de abertura fácil, por exemplo, está a ter um elevado grau de aceitação nas mais prestigiadas cadeias hoteleiras internacionais, que não dispensam o produto no serviço de mini bar dos quartos.

Em vários mercados, sobretudo em eventos de tasting, a imagem do produto está associada a promotoras que usam uma máscara dourada, que evoca os folguedos venezianos enquanto símbolo de um hedonismo acessível a todos. É assim que se apresentam os HOT NUTS: um prazer para acompanhar bebidas premium. Nuno e Gabriela Guterre estão a lançar já a nova geração de HOT NUTS: os snacks estudados para combinarem na perfeição com as melhores cervejas mundiais.

No primeiro ano de comercialização global, em 2014, a LíderPartner, empresa que produz os HOT NUTS, facturou 150 mil euros. Em 2015, estima um crescimento superior a 600%, com o volume de negócios a ultrapassar 1 milhão de euros.

Edição limitada Gin Hayman’s Family Reserve


Acaba de ser lançado o gin Hayman’s Family Reserve, uma edição limitada produzida em lotes de 5000 garrafas, cada uma delas numerada individualmente. Este gin é clássico, suave e equilibrado com sedutoras notas de especiarias e pimenta.

O Hayman’s Family Reserve reflete e recria o estilo de gin vendido nos ornamentados “Gin Palaces” – lojas de rua onde o gin era servido e comercializado - em Londres e outras cidades inglesas do século XIX. Estagiou durante três semanas em barricas usadas de uísque escocês, indo ao encontro da tradição da época em que o gin era servido diretamente do barril em vez de comercializado em garrafa, tradição que se manteve até meados do mesmo século. A madeira reflete e confere notas subtis de amadurecimento ao perfil único de Hayman’s Family Reserve.

O gin Hayman’s é uma bebida espirituosa 100% feita a partir de cereais puros, que, juntamente com uma mistura única de botânicos é destilada cinco vezes para obter um gin cristalino, complexo, intenso e equilibrado no final. A combinação dos 10 botânicos – zimbro, semente de coentro, noz-moscada, canela, casca de laranja e de limão, raiz de angélica e de lírio, cassia e alcaçuz resulta num destilado de grande carácter com equilíbrio perfeito entre doçura, acidez, salinidade e amargura.

O estilo Hayman’s Family Reserve tem notas dominantes de coentro e zimbro, diferindo do Hayman’s London Dry e do Hayman’s Old Tom onde a nota cítrica é mais predominante no nariz.

Notas de prova:

Nariz: Aromático com características notas de zimbro e coentro. Apontamentos suves de madeira.

Palato: Equilibrado e muito saboroso com a pimenta e especiarias dos botânicos dominantes a predominarem. Notas maduras e subtis da madeira.

Final: «Cheio» com um final muito equilibrado.

Botânicos utilizados: Zimbro, semente de coentro, casca de limão e de laranja, raiz de angélica, raiz de lírio, casca de cassia, canela, noz-moscada e alcaçuz.

Grau Alcoólico: 41,3% Vol.

Ainda sobre a Hayman’s

As origens de Hayman’s remontam a 1863 quando James Burrough, estudante de química comprou uma destilaria de gin. Lançou no mercado o gin Beefeater na década de 60 do mesmo século, tendo esta sido considerada uma das 60 bebidas medicinais. Este gin era um elemento chave durante a primeira era dos cocktails em 1880.

A companhia começou a exportar no início do séc. XIX. Depois da segunda grande guerra a empresa foi reestruturada sob a direção de Neville Hayman e em 1971, 2 milhões de caixas eram vendidas para 166 países.

Em 1987 a James Burrough PLC foi comprada pela empresa inglesa Whitbread PLC. A família Hayman está na 5.ª geração da tradição de destilar gin, sendo este o mais longo percurso de uma família em inglaterra na destilação de gin.

A Filosofia

Hayman’s London Gin é o culminar de 40 anos de experiência de Christopher Hayman na destilação de gin e reflete a crença de que o estilo tradicional é o que melhor incorpora o espírito do London Dry Gin, e que os elementos e o método de destilação influenciam o caráter do gin.

Christopher Hayman acredita que o consistente equilíbrio do zimbro, do coentro, da pele de laranja e do limão são vitais na manufactura do estilo clássico de London Dry Gin.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Chef Benoit Sinthon representa Portugal no "LES ETOILES DE MOUGINS 2015"


Chef Benoit Sinthon é uma das estrelas presentes no Festival International de La Gastronomie LES ETOILES DE MOUGINS 2015Portugal fica assim representado pelas mãos do conceituado chef que promete levar a gastronomia portuguesa a um dos mais prestigiados encontros gastronómicos do mundo. O evento decorre de 18 a 20 de Setembro de 2015 em Mougins, França. Participante nas edições de 2010, 2011 e 2013, Benoit Sinthon regressa ao Festival "Les Etoiles de Mougins" no ano em que o evento comemora o 10º aniversário.

É um privilégio ser convidado para o “Les Etoiles de Mougins”, representando Portugal, um país que já sinto como “meu”, com produtos maravilhosos que utilizo diariamente nas minhas confecções. Este evento será uma oportunidade, única e prestigiante, para partilhar experiências, homenagear o trabalho feito nesta área e, quem sabe, apresentar alguns sabores nacionais mais especiais.” afirma o chef Benoit Sinthon.

Chef executivo no “Il Galo d’Oro”, Benoit Sinthon continua rendido aos produtos e sabores nacionais, paixão que promete transmitir no Festival International de La Gastronomie, elevando uma vez mais a gastronomia portuguesa num ambiente de partilha e aprendizagem onde a paixão pela cozinha é o ingrediente principal.

Distinguido com uma estrela Michelin, única até ao momento na ilha da Madeira, o chef Benoit Sinthon vai participar num show cooking onde vai demonstrar a sua cozinha fluída e repleta de sabor.
Durante três dias, Mougins distingue a sua identidade com o envolvimento de todos: restaurantes de renome, estabelecimentos menores, adegas, museus, galerias de arte, campos de golfe de prestígio.

Festival International de La Gastronomie nasceu há dez anos pelas mãos dos chefs Paul Bocuse (3 estrelas Michelin) , Gaston Lenôtre, Michel Guérard (3 estrelas Michelin) e Pierre Troisgros (3 estrelas Michelin) como forma de prestar homenagem ao chef Roger Vergé. Desde então cresceu e conseguiu alcançar uma reputação mundial inigualável. Este ano, para além da comemoração dos dez anos, o evento terá especial destaque devido ao falecimento no passado mês de Junho do chef Roger Vergé, que será certamente relembrado durante os três dias do encontro.

Nesta 10ª edição, e como vem sendo hábito, vão estar presentes os grandes nomes da gastronomia nacional e internacional, onde está incluído o chef Benoit Sinthon. Show cookings, demonstrações culinárias entre outras acções vão animar o festival que promete alegria, criatividade e excelência.

A nova Tasca da Esquina


A Tasca da Esquina reabre ao público com carta renovada e novo ambiente. Ainda a comemorar o 6º aniversário, a Tasca da Esquina e os Chefs Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana decidiram inovar e dar uma nova imagem à 'tasca modelo'. O ambiente e os novos pratos foram o começo de uma renovação que promete várias surpresas.

Túbaros com foie gras, “Salada de ovas de pescada e sardinha” Polvo no forno, couves e tomate assado”, são algumas das novas propostas apresentadas na renovada carta. 'Fique nas mãos do chef' ao almoço, mas numa versão mais curta, para aqueles que não dispensam um prato com assinatura, mas cujo tempo para almoçar não é muito.

Além destas remodelações, a carta tem agora mais uma assinatura: a da ilustradora Ana Gil! Unem-se sentimentos à volta da mesa!

O espaço foi igualmente redesenhado. Inicialmente idealizado pela arquiteta Paula Moura, foi agora retocado pelas mãos de Sofia Duarte e João Mota, arquitetos responsáveis pelos projetos do grupo, tanto a nível nacional, como internacional. A esplanada é outra das novidades.

A reinvenção da Tasca da Esquina surge num momento em que o grupo se prepara para dar a conhecer várias novidades de expansão, servindo ao mesmo tempo para reforçar a coesão de uma grande equipa, sempre pronta a alcançar mais e melhores resultados, em nome próprio mas com uma assinatura bem portuguesa!

Para assinalar o momento a Tasca da Esquina, juntou os 3 mentores – Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana – num jantar inesquecível para recordar pratos clássicos de uma carreira que perfaz quase 30 anos.

Um jantar único, dedicado a relembrar o que se fez e quando se fez, uma mostra da evolução da gastronomia da Escola Vítor Sobral, responsável por muitos pratos que hoje passam como “habituais” nas mais diversas cozinhas de norte a sul do país.

O movimento de gastronomia criado por Vítor Sobral foi, e é, responsável pela grande exposição dos sabores portugueses, recriados para os nossos dias agitados. A atuação nos mais diversos países tem proporcionado a milhares de pessoas um novo conhecimento sobre Portugal e a evolução sustentada dos seus pratos e produtos. É com esta premissa que a equipa reforça energias e começa uma nova era de trabalho.

As novidades de expansão internacionais continuam para 2016, assim como, também estão para muito breve os novos conceitos em Campo de Ourique.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...